Facebook

Image Map

7 de novembro de 2017

Refinaria de Clara Camarão não será rebaixada, de acordo com a Petrobrás


Foto:Paulo Lima.


A polêmica em torno do rebaixamento da refinaria Clara Camarão ganhou novos contornos após reunião entre senadores e deputados da bancada federal do Rio Grande do Norte com representantes da Petrobrás, nesta terça-feira (7). Segundo o consultor da presidência da Petrobrás, Leandro Martins, a saída de Clara Camarão da diretoria de refino e gás natural para a E&P (Diretoria de Exploração e Produção) não implica em um rebaixamento ou mudança nos investimentos reservados para a unidade.

O representante da Petrobras garantiu a manutenção dos empregos. “Clara Camarão é significativa dentro da nossa organização e continuará a desempenhar o papel que já realiza. Não haverá demissões nem diminuição de investimentos”, garantiu Leandro. O senador Garibaldi Filho (PMDB-RN) externou a preocupação que a possibilidade de fechamento da unidade gerou para a população e pediu esclarecimentos aos responsáveis. “É preciso deixar claro o que está sendo feito em Clara Camarão”, ressaltou.

Técnicos da Petrobrás detalharam que pode ocorrer uma redistribuição pontual de funcionários, o que, segundo eles, é bastante comum dentro da empresa. As mudanças visam proporcionar maior eficiência operacional à estatal, que tem buscado otimizar o funcionamento de suas unidades para melhorar os resultados.

“O importante é garantir que os trabalhadores não serão demitidos e que os investimentos prometidos para Clara Camarão não serão descontinuados”, considerou Garibaldi. Para o deputado Walter Alves (PMDB-RN), é importante ficar atento e fiscalizar todas as medidas que serão tomadas pela Petrobras no estado. “Nosso mandato luta constantemente por melhorias no Rio Grande do Norte. Não vamos aceitar que haja qualquer medida que prejudique o estado”, destacou.

Também participaram da reunião o senador José Agripino Maia (DEM-RN), o deputado Felipe Maia (DEM-RN) e o prefeito de Guamaré, Hélio Willamy, além de outros técnicos da Petrobras.