7 de agosto de 2017

Castração de pets é um aliado no combate ao câncer e na superpopulação de animais, diz veterinário



A castração de cães e gatos é um assunto que ainda causa muita polêmica nos dias atuais. O procedimento, que consiste na remoção do útero e ovários da fêmea e dos testículos do macho, é considerado por muitas pessoas como algo desnecessário e que afeta negativamente o comportamento dos pets.

Entretanto, o que nem todos sabem é que a castração possui uma infinidade de benefícios, que vão desde a eliminação de hábitos desagradáveis, como urinar em local inapropriado, até a redução do risco de câncer. É o que destaca o veterinário Pollastry Diógenes, de Apodi.

“As pessoas que criticam, com certeza, não conhecem os benefícios. Mas, a castração de cães e gatos tem tantos pontos positivos que é impossível conta-los”, afirma Pollastry, que realiza este tipo de procedimento há pelo menos sete anos em sua clínica.

Segundo o veterinário, dentre os benefícios que mais chamam a atenção dos donos logo após a castração de seus pets estão a diminuição da agressividade, redução do constrangimento de cães “agarrando” em pernas ou braços de visitas e redução também das fugas de casa. Existem outros benefícios bem mais importantes que só podem ser percebidos a longo prazo.

“O cão e o gato castrado tem menos chances de aparecimento de tumores e desenvolvimento de algum tipo de câncer. Eles também conseguem viver mais, tem mais qualidade de vida e acaba evitando o aumento do número de animais de rua devido a reprodução descontrolada”, explica Pollastry Diógenes.

Foi este último motivo que fez com que o militar Heráclito Daniel realizasse a castração em dois dos cinco cães que cria em casa. Ele conta que a atitude só trouxe benefícios.

“Uma cria indesejada requer tempo para cuidar dos novinhos, gasto com ração pra os filhotes, gasto com material de higiene e a bagunça é maior. É mais sossego pra mim e para eles. Antes, a cadela no cio deixava o cachorro louco, não comia, não parava de latir, e isso incomodava os vizinhos”, relata.

Heráclito destaca ainda que seus cães ficaram mais dóceis depois do procedimento e desmente o mito de que eles deixam de proteger a casa depois de castrados. “Eles ficaram mais preguiçosos, a agressividade diminuiu um pouco, mas ali é o ambiente deles e um estranho vai continuar sendo um estranho”, pontua.

A cirurgia de castração pode ser realizada em cães e gatos, machos e fêmeas, independentemente da raça. Ela é indicada, preferencialmente, antes dos cães e gatos atingirem a maturidade sexual.