Facebook

Image Map

11 de agosto de 2017

Beleza e genética se destacam em concurso de caprinos e ovinos da Festa do Bode




A manhã desta sexta-feira (11) foi de escolha dos melhores animais da Festa do Bode. O concurso realizado no Parque de Exposições Armando Buá reuniu caprinos e ovinos, que desfilaram beleza e genética.

Para ser considerado o melhor do evento, o animal precisa reunir diversos atributos. É o que explica o jurado responsável pela avaliação do concurso, Cláudio Adriano: “Os critérios são de acordo  com a associação de cada raça. Mas alguns fatores que contam são padrão racial, aprume e, claro, aparência geral”.

O juiz do concurso acrescenta os critérios mais considerados e que variam de raça para raça. Na Santa Inês, por exemplo, o que conta mais é a pureza da raça. Já na Dorper, pesa mais o pouco acúmulo de gordura.

Independente da raça, Cláudio Adriano elogia a qualidade dos animais expostos na Festa do Bode. “São animais excelentes, de genética, que vêm sendo trabalhados ao longo do tempo”, ressalta o jurado.

A maior caprifeira do Rio Grande do Norte reúne animais dos melhores produtores rurais do Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco e Paraíba.