9 de junho de 2017

Na Convenção do Comércio, Rogério diz que modernização da lei trabalhista pode mudar o país

Exibindo Rogério Congresso Comércio Foto_Canindé Soares(2).JPG

A 18ª Convenção do Comércio e Serviços do Rio Grande do Norte, realizada nesta quinta-feira (08) pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal no Hotel Holliday Inn, reuniu cerca de 2 mil participantes de todo o Estado. Ao todo, foram várias palestras, painéis e debates. Em comum a todas elas, a referência positiva ao trabalho realizado pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB) como relator do projeto de modernização das leis trabalhistas na Câmara.

O parlamentar, que retornou de Brasília durante a tarde desta quinta, só conseguiu chegar ao evento já no início da noite, quando foi convidado a subir ao palco. Em seu discurso, o parlamentar enfatizou a chance de o país mudar o seu futuro com o projeto que segue em tramitação no Senado.

“Nós temos a possibilidade de mudarmos o nosso país, apesar de todas as crises e desacertos, nosso país é muito maior do que qualquer crise. Quem gera emprego nesse país não são os políticos, não são os juízes nem os promotores, quem gera emprego são os empreendedores. É quem tem coragem de se arriscar em um mercado onde a burocracia é a tônica, em que a corporação asfixia o empreendedorismo, onde as leis são burras, anacrônicas e atrasadas”, disse Rogério Marinho.

O deputado abordou ainda a recente decisão da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que excluiu o Brasil da lista de possíveis países infratores da legislação trabalhista. A decisão do órgão internacional foi divulgada na última terça-feira (06). “A OIT, internacionalmente, reconheceu que a nova legislação trabalhista não retira direitos”, disse Rogério arrancando aplausos dos presentes.