31 de março de 2017

RN investe fortemente na agricultura do Seridó

Exibindo 31.03 Agenda Caicó9_Rayane Mainara.jpg

Quando saiu da comunidade Maritacaca, pouco antes do amanhecer, Julia Izabel dos Santos, 77 anos, já sabia que teria um grande dia. Tanto que escolheu o melhor vestido, todo branco, coberto de renda e enlaçado por um cinto prateado. A senhora de sorriso fácil e cabelos brancos receberia finalmente o título de sua propriedade rural. “Eu pensava que nem fosse ter mais. Mas está aqui, e eu vou mostrar pra todo mundo”, afirmou já com o documento tão sonhado nas mãos, durante solenidade que beneficiou, além dela, cerca de 500 agricultores em mesma situação. A ação aconteceu na Ilha de Santana, em Caicó, na manhã desta sexta-feira, 31, dando continuidade à agenda administrativa do Governo do Estado na região Seridó, iniciada ontem em Currais Novos.

Agora, com o título em mãos, Izabel afirma que poderá investir ainda mais na atividade rural, através da qual criou seus 12 filhos. “Vou poder comprar mais gado, mais vaca. Eu já comprei um balaio, e fizeram pouco de mim, mas eu vou colher feijão e vou mostrar a eles”, garantiu ela em tom de brincadeira, lembrando que agora terá um acesso mais fácil a linhas de crédito rural.

Quem também estava só sorrisos após receber o título de terra, era Francisco Apolinário da Nóbrega, do Sitio Boa Vista, de Jardim de Piranhas. “Tô animado sim! Título da terra na mão, né?! Com isso aqui, eu vou pra onde quiser”, comemorou o agricultor de 72 anos, que há 21 sonhava com aquele documento que agora segurava. “Já plantei banana, batata, melancia, e vou plantar de tudo agora que eu não tenho mais essa preocupação com o título”, continuou, ressaltando por último que pretende fazer uma grande festa no sítio. “Tô fazendo quase 50 anos de casado. Aí, o forró vai ser grande”.


Para Atenildo Batista de Araújo, 66 anos, a festa também vai ser grande, mas será no banco. “Sem isso aqui, a gente vai para os bancos tentar fazer empréstimo, tentar melhorar nossa situação quando não chove, mas não consegue resolver nada. Estou feliz demais”, assinalou. O agricultor ainda recebeu o título da terra de seu pai, já falecido. “Ele morreu sem ter esse documento, mas finalmente ele saiu”, afirmou.

Com a entrega de hoje a cerca de 500 agricultores do Seridó, o governo chega em dois anos à marca de dois mil títulos de terras. A emissão e entrega dos títulos de terra para o agricultor familiar concede segurança jurídica e, além disso, a oportunidade do trabalhador rural acessar programas importantes para o desenvolvimento no campo, como por exemplo, acessar o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para financiar atividades de investimento e custeio para produção em sua terra, fortalecendo a agricultura familiar.

O governador Robinson Faria tratou a entrega como uma ação de justiça social. “Estamos pondo fim a uma espera de muitos anos. Quantos pais já morreram esperando por estes títulos? Mas nós estamos aqui fazendo estas entregas, dando segurança e dignidade ao homem do campo”, assinalou.
“O compromisso do nosso governo é promover o desenvolvimento do nosso estado e promover a agricultura. Vocês podem constatar isso num momento como este hoje, no qual levamos cultura, segurança jurídica e oportunidades ao homem do campo”, afirmou Raimundo Costa Sobrinho, secretário de Assuntos Fundiários.

O prefeito de Caicó ressaltou a importância do empenho da gestão estadual para enfrentar este período de dificuldades econômicas. “Estamos recebendo aqui hoje um governador que está mudando o RN mesmo num momento difícil como este. Ele mostra que, mesmo em uma crise, inclusive hídrica, é possível mudar a realidade e realizar sonhos como vimos aqui hoje”, afirmou o prefeito Batata.

Compra Direta
Como aconteceu em Currais Novos ontem, o governador Robinson fez a entrega de equipamentos de informática e veículos para o Programa Compra Direta, totalizando cerca de R$ 1 milhão em investimentos. Desta vez, foram beneficiadas as cidades de Equador, Ipueira, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Jucurutu, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó, Timbaúba dos Batistas, Acari, Bodó, Cerro Corá e São Vicente.
O investimento total do Compra Direta no RN é de R$ 9 milhões (parceria entre o Governo do Estado e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS).

Crédito Fundiário
Também na área do campo, o governo fez a entrega das escrituras públicas de duas áreas financiadas pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

Uma das áreas é para trabalhadores rurais do município de Santana do Matos que irá beneficiar 10 famílias da Associação Zé do Gado; e outra para São João do Sabugi, beneficiando 17 famílias de agricultores familiares da Associação Brejinho.

Para a compra e investimentos nestas propriedades rurais foram investidos aproximadamente R$ 2 milhões. Deste recurso, cerca de R$ 700 mil serão investidos em projetos produtivos e de infraestrutura, que irão garantir trabalho e renda para essas famílias.

No Rio Grande do Norte, já foram beneficiadas com esta ação mais de 6 mil famílias de agricultores em todo o Estado. Nessas terras, as famílias rurais podem desenvolver diversas atividades, como criação de bovinos, caprinos, ovinos, além de investir na plantação de feijão, milho, entre outros.
É uma forma de manter os agricultores familiares no campo, trabalhando e vivendo de forma independente, autônoma e gerando emprego e renda.

Arca das letras
Como parte das ações que beneficiaram diretamente os moradores do campo, o Governo ainda entregou, através da Seara, 10 bibliotecas rurais do Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras para comunidades rurais de Caicó, Bodó e Parelhas.

Hoje, o RN é o quarto estado brasileiro com o maior número de bibliotecas rurais implantadas. São cerca de 800, distribuídas em 127 municípios do estado. Ao todo, já foram distribuídos cerca de 170 mil livros, beneficiando 63 mil pessoas do campo.