Facebook

Image Map

21 de dezembro de 2016

Prefeitos decidem se desfiliar de partidos políticos que compõem o governo do presidente da República

38674580-bab1-4807-ab1b-3c1ce724899c

Em reunião realizada nesta quarta-feira (21) na sede da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, prefeitos do Rio Grande do Norte decidiram se desfiliar em massa dos partidos políticos que compõem o governo do presidente da República, Michel Temer, caso o Governo Federal não pague as multas da repatriação aos municípios até o próximo dia 28 de dezembro, junto com a última parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de dezembro. Uma carta aberta assinada pelos gestores foi entregue na sede de alguns partidos que compõe a base aliada:
“Nós estamos pedindo que os partidos tomem posicionamento sobre o pagamento das multas aos municípios, caso contrário os prefeitos ligados aos partidos [da base de apoio] vão se desfiliar em massa”, afirmou o Presidente da FEMURN e prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior. Ontem, dia 20, o presidente Temer anunciou a edição da medida provisória 753/2016, delegando o recebimento das verbas aos municípios a partir do dia 30 de dezembro, após repercussão negativa da medida original – onde os municípios só receberiam as verbas no dia 01 de janeiro de 2017. Apesar da antecipação, a nova data não supre a necessidade dos gestores.