Facebook

Image Map

19 de dezembro de 2016

Prefeito interino de Baraúna recebe computadores

computadores

Os promotores de Justiça do Ministério Público Federal e Estadual devolveram sexta-feira, 16, os computadores apreendidos na Prefeitura Municipal de Baraúna no início do mês, na investigação que resultou no afastamento Luciana Oliveira do cargo de prefeita.
O servidor central está sendo reinstalado nesta segunda-feira, 19. Segundo o prefeito interino Edson Barbosa, assim que o equipamento estiver instalado, será iniciado os processos de empenhos para pagar por serviços essenciais que estão sendo realizados.
Para liberar os computadores, Edson Barbosa explicou que comprou três HDs externo e levou para os técnicos do Ministério Público Estadual e Federal transferir todos os arquivos do Servidor Central e de alguns computadores apreendidos na Prefeitura de Baraúna.
Na investigação, os promotores apontam desvios de R$ 3,1 milhões através de fraudes e outras irregularidades na contratação e serviços e obras com recursos federais pela gestão de Luciana Oliveira, no período de 2014 ao final de novembro de 2016.
Com a reinstalação deste equipamento (Servidor), Edson Barbosa disse que vai poder agilizar a contratação de serviços de limpeza, manutenção dos logradouros públicos, serviços de iluminação, pequenas obras de escoamento de águas fluviais, entre outros.
Entre o que será possível ser feito, com a chegada do servidor central e também dos demais computadores, está o reabastecimento da farmácia básica do município. “Neste caso, o fornecedor já está enviando os medicamentos que a população precisa”, acrescenta.
Para o gestor interino, os serviços que estavam parados estão sendo colocados para funcionar. “A população estava sendo prejudicadas. Inclusive haviam obras paradas como escolas, unidades de saúde e estamos retomando todas as obras”, destaca.
A investigação
A investigação dos promotores de justiça do Ministério Público Federal e Estadual não tem previsão de conclusão. Os promotores explicaram que na medida que os fatos forem sendo comprovados ou não, vão tendo o seu destino, que seja sendo transformados em processos ou promovendo arquivamento judicial.